Confira os 3 indicadores para a sua empresa implementar o Suporte ao Desempenho




Se sua empresa já existe há algum tempo, certamente já possui um programa de treinamento para os novos colaboradores, também conhecido como Programa de Integração ou OnBoarding. Mesmo assim, em algum momento, provavelmente, será necessário substituir o seu Programa de Integração por algo bem planejado, estruturado e focado no objetivo principal. Neste post apresentamos três indicadores de que o Suporte ao Desempenho (Treinamento On The Job) estruturado deve ser implementado ASAP: #1: Crescimento Se sua organização vem crescendo consistentemente e tem um alto turnover, já passou da hora de pensar em desenvolver um programa de treinamento para os novos colaboradores e acabar os custos recursivos de ações pontuais.  Um programa de treinamento com Suporte ao Desempenho bem estruturado vai ajudar a simplificar e acelerar o processo de integração dos novos colaboradores, bem como ajudá-los a adquirir o conhecimento e as habilidades necessárias mais rapidamente, facilitando e agilizando o setup inicial deste grupo. E pense bem, uma turma com 100 novos colaboradores ou apenas 1 poderá ser facilmente organizada e sem custos adicionais ou recursivos. #2: Mudança Seja uma empresa que passa por mudanças constantemente ou quando a empresa muda o seu modelo de negócio, por exemplo, é um importante sinalizador de que é necessário implantar um Programa de Treinamento com Suporte ao Desempenho, sobretudo se a empresa quiser evitar atraso na implementação destas mudanças e investimentos desnecessários. O Suporte ao Desempenho pode ajudar a reduzir o stress associado com a mudança através de:

  • Implementação de novas tecnologias ou atualização de sistemas e processos no ambiente de trabalho: A prática do Suporte ao Desempenho (Treinamento On The Job) de um novo software ou hardware oferece aos colaboradores a experiência e autonomia que precisam para utilizar as novas ferramentas corretamente. Além de possibilitarem a consulta em caso de dúvidas pontuais, muito comuns em processos que não executamos com frequência.

  • Novas regras e/ou mudanças no modelo do negócio: Mudar o que a empresa faz ou como ela deve fazer pode ser desafiador. A mudança de um hábito é sempre um desafio para as áreas de treinamento corporativo. O Treinamento On The Job ou Suporte ao Desempenho é uma excelente forma de adotar novos hábitos. 

  • Novas Políticas ou Procedimentos da Empresa: Toda vez que a empresa atualiza suas políticas, é importante que elas sejam apresentadas aos colaboradores, informando como as mudanças irão beneficiá-los e a empresa. E é possível fazer isso com o Suporte ao Desempenho (Treinamento On The Job) usando diferentes estratégias e melhor, oferecendo uma base confiável e, se for o caso, anônima, para consulta às informações tão relevantes como as de Compliance.

  • Job rotation, reorganização de funções e responsabilidades: O Treinamento On The Job ou Suporte ao Desempenho pode ajudar a reduzir, ou até, eliminar o ruído que pode surgir quando ocorrerem mudanças nas funções de trabalho, às vezes causadas pelo próprio negócio, por reorganizações de equipes ou até por recolocação do colaborador, que tem sua nova rotina, quase, repentinamente, nos casos de job rotation, por exemplo.

#3: Métricas Quando as métricas estão desalinhada com as expectativas ou sofrem uma mudança brusca, é tempo de agir.  O Treinamento On The Job ou Suporte ao Desempenho pode ajudar a voltar aos trilhos, para a normalidade quando: 

  • A produtividade está em queda: Quando os times não produzem como esperado, o Treinamento On the Job pode ajudar a voltar aos patamares necessários.

  • A satisfação do cliente ou o indicador de qualidade caem: Avaliação negativa é sempre bem-vinda (mesmo sendo difícil de lidar). Quando clientes que já foram satisfeitos nos dão um feedback diferente, um sinal vermelho de alerta surge, e é o momento de investigar e agir apropriadamente.

É importante ressaltar que treinamento nunca é um processo isolado. Avalie e revise seus programas de treinamento e processos constantemente para manter-se alinhado com as necessidades organizacionais.


Via: Fábrica de Cursos
7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo